Apesar da aridez da ilha e de uma pluviometria irregular e inferior a média nacional, é notório a atenção que a edilidade vem dando a este setor, no sentido de mitigar e adaptar a cidade aos efeitos das mudanças climáticas.

A manutenção dos jardins públicos, bem como a criação de novos espaços verdes com espécies arbóreas, arbustivas e herbácea ornamentais, deixa ver, o esforço da Câmara Municipal no sentido de embelezar a cidade e criar espaços onde os cidadãos podem relacionar com a natureza, tendo em conta que as árvores proporcionam funções no espaço urbano a nível social, cultural, ambiental, ecológica, arquitetónica e patrimonial.

Várias intervenções são realizadas para a manutenção e embelezamento dos diferentes jardins, praças, rotundas, separadores, encostas, etc., existentes na cidade, nomeadamente plantação, replantação, podas de saneamento, condução e ornamentação, substituição de árvores de risco para pessoas e bens, monda, limpeza de rebentos, rega com água auto transportada, entre outras.

Anualmente no viveiro municipal da Ribeira das Vinhas, são produzidas plantas ornamentais que garantem a manutenção dos jardins públicos, que tem vindo a aumentar, contribuindo para a qualidade de vida da população residente.

 

 

 

   

Foto: Luís Couto e Arquivo CMSV